Notícias

Debates de literatura movimentam 11 clubes paulistas

14/08/2019

O Programa Cultural Sindi Clube inicia a segunda quinzena de agosto com 11 Clubes de Leitura que serão realizados nos clubes paulistas. Dia 21 (quarta-feira), o Clube de Leitura Sonia Cintra, do Clube Jundiaiense, debate a obra de Mia Couto, "A Varanda do Frangipani”, a partir das 19 horas.

Sábado (24), o Clube Paineiras do Morumby terá como tema em seu Clube de Leitura o “Memorial de Maria Moura”, de Rachel de Queiroz, às 11 horas. E, no dia 29 (quinta-feira), o clube coloca em discussão “A guerra não tem rosto de mulher”, de Svetlana Alexiévitch, a partir das 15h30. A mediação dos dois Clubes de Leitura serão de Debora Nascimento, Zelita Guedes e Ana Maria Caledônio Simões.

No dia 27 (terça-feira) o Círculo Militar de São Paulo debate o livro “A árvore dos anjos”, de Lucinda Riley, a partir das 14h30, com mediação de Anna Lucilia Prado Martuscelli. Na quinta-feira (29) o Club Athletico Paulistano discute a obra de Luiz Ruffato, "O verão tardio”, às 19h30, cujo mediador é Carlos Eduardo Cornacchione. Já o Clube Alto dos Pinheiros aborda a obra “Entre as mãos”, de Juliana Leite, a partir das 15 horas com mediação de Vivian Schlesinger. Ainda no mesmo dia, a Academia Paulista de Letras (APL) examina a obra de Clarice Lispector "A maçã no escuro”, às 19 horas com mediação de Celia Cristina Whitaker.

No dia 30 (sexta-feira) acontecerão dois Clubes de Leitura. No Clube Atlético São Paulo (SPAC), a mediadora Luciana Gerbovic analisa a obra de Fiódor Dostoiévski, “Memórias do subsolo”, a partir das 17 horas, e o Clube de Leitura da Associação Atlética Banco do Brasil - AABB/SP avalia o livro “A livraria mágica de Paris”, de Nina George, a partir das 18h30, com mediação de Marisa Assunção de Oliveira Magalhães.

E para fechar o mês com chave de ouro, mais dois Clubes de Leitura no dia 31 (sábado). O primeiro, do Clube Esperia, focalizando “Outros jeitos de usar a boca”, de Rupi Kaur, às 15 horas, com mediação de Marisa Gianetti, e a Associação Brasileira A Hebraica de São Paulo com a obra de Rafael Gallo, “Rebentar”, a partir das 16 horas, com mediação de Vivian Schlesinger.

TODAS AS NOTÍCIAS