Loading

Confira todas as notícias

Sindi-Clube entrega Prêmio Nacional de Literatura e concurso literário para jovens autores é anunciado

 

Em uma noite cultural que exaltou a arte da escrita desenvolvida nos clubes brasileiros, o Sindi-Clube fez ontem (13), no Club Athletico Paulistano, a entrega do Prêmio Nacional de Literatura dos Clubes aos ganhadores da segunda edição do concurso que teve a participação de associados de clubes de todo o país, nas categorias de poesia, crônica e conto.

O presidente do Sindi-Clube, Paulo Movizzo, além de homenagear os escritores vencedores do Prêmio, anunciou que, em 2018, será criada uma competição literária destinada aos jovens escritores dos clubes.

“Ainda não definimos a faixa etária dos autores que poderão participar, o objetivo é dar destaque aos jovens que se interessam em escrever e querem mostrar seus trabalhos”, disse Movizzo. O formato desse novo prêmio e as formas de participação serão anunciados proximamente.

No evento de premiação, receberam distinções os três melhores colocados em cada uma das categorias: poesia, crônica e conto. O júri formado por especialistas da Academia Paulista de Letras, que analisou os textos inscritos, também concedeu cinco menções honrosas, um na categoria poesia e dois nas categorias conto e crônica, cada uma.

Joaquim Maria Botelho, escritor, um dos integrantes da comissão julgadora, fez a apresentação do evento. Botelho disse que, no trabalho de avaliação, o júri viu “descortinar-se um panorama interessante, de muitos textos talentosos que merecem nosso reconhecimento e aplauso”, afirmou.

A participação dos associados no concurso saltou de 220 inscritos, em 2016, para 256, neste ano. Foram 62 clubes participantes, de 31 cidades brasileiras. Antes, o Prêmio teve cinco edições anuais limitadas à participação dos clubes paulistas. O certame literário tornou-se mais representativo depois que passou a incluir os trabalhos feitos por associados de clubes de todo o país, por meio de convênio com a Fenaclubes.

 

Vencedores do Prêmio Nacional de Literatura dos Clubes 

Poesia

Primeiro lugar: Magnos Castanheira, com “Despertar”, Clube Esperia (São Paulo).

Segundo lugar; Luiz Gilberto de Barros, com “Nas Cores do Retrós de uma Saudade”, Club Municipal do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro).

Terceiro lugar: Luiz Carlos de Moura Azevedo, com “No último andar a cidade pertence aos urubus”, Sociedade Harmonia de Tênis (São Paulo).

Menção honrosa: Luciano Martins Costa “Ecce Homo”, Club Athletico Paulistano (São Paulo).

 

Crônica

Primeiro lugar:| Marcio Luiz Marques, com “Meu ego na primeira sessão de terapia”, Círculo Militar de São Paulo (São Paulo).

Segundo lugar: Vicente Rággio, com “Street Car”, Club Athletico Paulistano (São Paulo).

Terceiro lugar: Isabela Martino Resende, com “Seu Fernando”, Minas Tênis Clube (Belo Horizonte).

Menções honrosas: Carlos Augusto de Assis, com “Call Center”, Clube Esportivo Helvetia (São Paulo); e Elis Luiz Serafim, com “Mãos”, Círculo Militar de Campinas (Campinas).

 

Conto

Primeiro lugar: Maria Helena de Almeida, com “Sarabanda” Club Athletico Paulistano (São Paulo).

Segundo lugar: Ivana Maria França de Negri, “Memórias de uma caneta”, Clube de Campo de Piracicaba (Piracicaba).

Terceiro lugar: Antônio Augusto Gomes, com “Helga”, Minas Tênis Clube (Belo Horizonte).

Menções honrosas: Felipe Luiz Ribeiro Daiello, com “Sucuris no mato? Cuidado”, Grêmio Náutico União (Porto Alegre); e Marinna Lautert Kniphoff, com “Um doce para o amor”,Clube Curitibano (Curitiba).

 

Comissão Julgadora:

Anna Maria Martins e Mafra Carbonieri, da Academia Paulista de Letras, e

Joaquim Maria Botelho, União Brasileira de Escritores.

Voltar

© Sindi Clube - Todos os Direitos Reservados